HOME PAGE QUEM SOMOS ARQUIVO
 
  Home page
  Reportagens
  Destaques
  Análise
  Diálogos
  Grandes
  nomes
  Ecobreves
  Galeria
  Vídeo
  Contato
  Permissões
  de uso

Ecobreves

 ARGENTINA 
 
 Pedida mudança de subestação elétrica


BUENOS AIRES, 8 de agosto de 2011 (Tierramérica).- Organizações ambientalistas e sociais da cidade argentina de Berazategui pedem a mudança de uma subestação elétrica para uma área menos habitada e normas para regular a instalação desse tipo de equipamento.

“A obra foi aprovada pela justiça com base em uma lei nacional da Secretaria de Energia, mas não existe uma lei que contemple o impacto sanitário da instalação”, disse ao Terramérica Vanesa Salgado, moradora de Berezategui, ao sul da capital, na província de Buenos Aires.

Segundo informes aprovados pela Organização Mundial da Saúde, a transformação de eletricidade de alta tensão em voltagens menores é um fator de risco de desenvolvimento de leucemia infantil.

Vanesa integra o Fórum pelos Direitos da Infância, Adolescência e Juventude da cidade, uma das entidades que pedem a mudança da subestação da região central e uma lei “que proteja a população deste tipo de contaminação”.


 MÉXICO 
 
 Campanha contra transgênicos


CIDADE DO MÉXICO, 8 de agosto de 2011 (Tierramérica).- A organização Greenpeace lançou a aplicação eletrônica “Limpe sua Despensa”, um guia para suprimir os produtos industrializados e que contêm ingredientes geneticamente modificados.

“Já informamos o que é um transgênico, como afeta a saúde, o campo, o meio ambiente e em quais produtos são encontrados. Já demos alternativas para um consumo sustentável, agora os convidamos a passar à ação, eliminar realmente estes produtos de sua dispensa”, disse ao Terramérica a coordenadora da campanha agricultura sustentável e transgênicos do Greenpeace, Aleira Lara.

Na aplicação, os usuários escolhem as marcas dos produtos que consomem e o programa mostra se contém transgênicos ou se são alimentos procedentes de agricultura sustentável.

Em sua sessão de julho, a Comissão do Codex Alimentarius determinou que os governos nacionais são livres para decidirem se rotulam ou não os produtos que contêm organismos geneticamente modificados.


 BRASIL 
 
 Desmatamento ameaça sete mil quilômetros da Amazônia


RIO DE JANEIRO, 8 de agosto de 2011 (Tierramérica).- A Amazônia pode perder mais de sete mil quilômetros quadrados de floresta antes de julho de 2012, segundo o informe “Risco de Desmatamento”, divulgado pelo Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

Os números têm precisão de 95% e se baseiam em técnicas geoestatísticas que determinam o risco futuro a partir da distribuição espacial do desmatamento passado e de fatores como topografia e a proximidade de estradas e rios, entre outros.

O Estado mais ameaçado é o Pará, com 72% de sua vegetação em perigo. Em seguida estão Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Acre, com 11%, 8%, 5% e 4%, respectivamente. As terras privadas, desocupadas ou em disputa apresentam riscos de 65% e as áreas para assentamentos pela reforma agrária 24%.

“As estatísticas são importantes para reforçar pontos onde o governo deve intensificar a inspeção”, disse ao Terramérica o pesquisador do Imazon, Márcio Sales.


 HONDURAS 
 
 Geólogos alertam para risco de desmoronamentos na capital


TEGUCIGALPA, 8 de agosto de 2011 (Tierramérica).- Quatro localidades marginais de Tegucigalpa apresentam “alto risco” de sofrerem graves deslizamentos de terra em época de chuva, informou uma equipe de geólogos da Costa Rica após estudo de três semanas feito em Honduras.

As localidades de La Obrera, Casandra, Campo Cielo e Ulloa, no norte da cidade, exigem trabalhos de mitigação que permitam criar bairros resilientes, capazes de se recuperarem de um desastre, explicou ao Terramérica o assessor em gestão de risco do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em Honduras, Ginés Suárez.

Em La Obrera foi iniciada a construção de um muro de contenção e a instalação de tubulações para canalizar melhor os esgotos.

Suárez, que acompanhou os geólogos da Universidade da Costa Rica, disse que no mapeamento preliminar também foram identificadas falhas na estrada que leva ao norte do país e no anel periférico que atravessa a capital de norte a sul. Espera-se que o mapa completo de riscos ambientais seja apresentado em outubro.


*Fonte: Inter Press Service.
Assine o boletim semanal do Terramérica!
Reportagem
Desafio petroquímico para Cienfuegos
Destaques
Hortas ensinam a lutar contra a fome
Análise
Após o pico do petróleo, a globalização irá a pique
Inseticida usado em piscicultura pode causar câncer

Pemex quer ampliar cogeração elétrica

Usaid apoia cooperativas agroflorestais

 

Copyright © 2014 Tierramérica. Todos os direitos reservados.